Arquivo do blog

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Zennedy Bezerra diz:“Situação dos concursados é temerária!”.(Zennedy Bezerra says, "the situation is gazetted reckless.")

60 MIL ALUNOS SEM AULA: assessor do Prefeito Cartaxo lamenta postura de sindicato da Educação: “Situação dos concursados é temerária!”

(60 THOUSAND STUDENTS WITHOUT CLASS: assessor of Carterton Mayor regrets Education union stance: "the situation is gazetted reckless!")


“É lamentável, lamentável se fosse à administração pública ela teria que cumprir decisão de justiça você pode discordar, pode recorrer mais tem que cumprir”, esse foi o desabafo feito pelo secretário de Planejamento de João Pessoa Zennedy Bezerra ao ser questionado sobre a decisão do Sindicato dos Trabalhadores em Educação que decidiram pela continuidade da greve dos professores, mesmo com a determinação do fim da paralisação pela justiça.
 
60 MIL ALUNOS SEM AULA: braço direito de Cartaxo lamenta postura de sindicato da Educação: “Situação dos concursados é temerária!”

De maneira didática, Zennedy fez um alerta aos profissionais que estão participando da greve mesmo em estado probatório “É temerária a situação dos concursados e isso aqui não é ameaça e se não colocamos isso, podemos ser acionados na justiça por quem está na lista de espera, que aguarda que administração cumpra o que está previsto no edital que é assiduidade e a disciplina dos concursados em estágio probatório”, ponderou.

“Eu vejo com muita preocupação as declarações do presidente do sindicato Daniel (SINTEM), pois tenho o maior respeito por ele, com o desdém inclusive como foi posto que pode pagar a multa, imagine se administração pública descumprisse uma decisão judicial e tivesse que pagar essa multa com recurso público, o que é daria para o prefeito e para os seus gestores? Improbidade administrativa”, pontuou.

Outro argumento enfatizado pelo secretário de Planejamento de João Pessoa é de que não há retaliação por parte do prefeito e da administração ao movimento grevista: “A administração pública tem o direito de entrar na justiça para decretar a ilegalidade, a preocupação maior é como eles (comando de greve) orientam os concursados, que ainda não são efetivos, por isso estão em estágio probatório e alguém diz: eles têm o direito de greve, e eu digo é verdade, eles tem direto a greve! A partir do momento que a greve foi decretada ilegal, acabou esse direito e o estágio probatório é promessa de efetivação dentro dos requisitos para efetivação estão à assiduidade e a disciplina, a partir do momento que não voltam para sala de aula está descumprindo estes requisitos”, alertou.

Segundo Bezerra, em nenhum instante o prefeito Luciano Cartaxo (PT) deixou de dialogar com o comando de greve: “Ouvi as declarações do presidente dizendo que a PMJP estava retaliando o movimento e eu pergunto quais as retaliações? Uma vez que o prefeito disse que iria pagar os 3% de reajuste de forma retroativa a janeiro e que topava discutir os outros pontos da pauta que o sindicato não topa, o prefeito de maneira inédita disse: topo criar uma comissão paritária entre comando de greve e a administração para avaliarmos inclusive a receita do FUNDEB em agosto e eles se recusaram”, ponderou.

Por fim, o auxiliar de Cartaxo pediu que o comando de greve tome uma decisão com sensibilidade e deixe de radicalismos.

“Esperamos serenidade por parte do sindicato e do comando de greve, em especial de Daniel para que possamos retornar, pois o mais preocupante é que as crianças estão fora da sala de aula numa situação de vulnerabilidade e os pais estão prejudicados na ida ao trabalho”, enfatizou.

Mais de 60 mil estudantes estão sem aulas desde 16 de março, enquanto 8,5 mil professores e servidores estão paralisados.
("It is unfortunate, regrettable if the government it would have to meet justice decision you may disagree, he may appeal more has to fulfill," that was the outburst by Secretary of João Pessoa Zennedy Bezerra Planning when asked about the decision of the union of Education Workers who decided the continuity of the teachers' strike, even with the determination of the end of the strike for justice.

Didactically, Zennedy sounded a warning to professionals who are participating in the strike even in probation "is reckless the situation of gazetted and this here is no threat and do not put this, we can be triggered in court for those who are on the waiting list that waits for administration fulfills what is provided in the announcement which is attendance and discipline of gazetted on probation, "he pondered."I see with great concern the statements of President Daniel union (SINTEM), because I have the utmost respect for him, with disdain even as it was since it can pay the fine, imagine if government descumprisse a court order and had to pay that fine with public resource, which is give to the mayor and to their managers? Improper conduct, "he pointed out.Another argument emphasized by John Person Planning Secretary is that there is no retaliation by the mayor and administration to strike movement: "The government has the right to file lawsuits to declare the illegality, the biggest concern is how they ( strike command) guide the gazetted, which are not yet effective, so they are on probation and someone says they have the right to strike, and I say is true, they have direct strike! From the moment that the strike was declared illegal, just that right and the probation is effective promise within the requirements are effective for the attendance and discipline, from the moment they do not return to the classroom is not complying with these requirements " he warned.According Bezerra, at no time the mayor Luciano Cartaxo (PT) left to dialogue with the strike command: "I heard the statements of the President saying that PMJP was retaliating movement and I wonder what the retaliation? Once the mayor said he would pay the 3% adjustment retroactively to January and topava discuss the other points of the agenda that the union did not stumbles, the mayor in an unprecedented way said top create a joint committee between strike command and management to even evaluate the FUNDEB revenue in August and they refused, "he pondered.Finally, the auxiliary Cartaxo asked that the strike command takes a decision with sensitivity and stop radicalism."We hope serenity by the union and the strike command, especially Daniel so that we can return because the most worrying is that the kids are out of the classroom in a vulnerable situation and parents are harmed on the way to work" he emphasized.More than 60,000 students are without classes since March 16, while 8500 teachers and servers are paralyzed.)
 
 
 
 
PORSTADO POR: Ranieri Botêlho
 FONTE: Henrique Lima PB Agora
 
(PORSTADO BY: Ranieri Botelho
  SOURCE: Henrique Lima PB Now)