Arquivo do blog

sexta-feira, 3 de abril de 2015

PARAIBANOS FICARAM SEM DINHEIRO, POIS CAIXAS ELETRÔNICOS NÃO TINHAM DINHEIRO.

Greve de vigilantes deixa bancos sem dinheiro na Paraíba e clientes reclamam

Paralisação de vigilantes que deixou caixas sem dinheiro, no entanto, teria sido somente nessa quarta-feira e abastecimento teria sido normalizado nesta quinta-feira.
A paralisação de advertência dos cerca de 500 vigilantes de transporte de valores da Paraíba que aconteceu nessa quarta-feira (1º) atingiu o abastecimento dos caixas eletrônicos deixando os clientes que utilizam esses terminais de atendimento bancário sem dinheiro.

Os usuários foram às redes sociais reclamar do problema.

O desabastecimento atingiu vários pontos de João Pessoa e provocou desabafos de clientes através da internet.

De acordo com as queixas de internautas, a falta dinheiro se estendeu por caixas do Banco do Brasil do Espaço Cultural, da avenida Epitácio Pessoa, no Bairro da Torre, na Zona Norte e ainda no Jardim Cidade Universitária, nos Bancários, Zona Sul da Capital.

Clientes disseram não ter encontrado dinheiro no fim da tarde dessa quarta-feira (2) também nos quatro caixas eletrônicos existentes no e Mag Shopping, localizado no bairro de Manaíra, na Orla de João Pessoa.


Internautas dizem que teriam feito uma verdadeira 'peregrinação' pela cidade sem encontrar dinheiro para sacar e o desabastecimento não atingiu somente o BB, mas também caixas da Caixa e de outros bancos. Sem dinheiro para sacar, os clientes tiveram que recorrer ao uso dos cartões de crédito.


Caixas sem dinheiro deixou clientes irritados
Foto: Caixas sem dinheiro deixou clientes irritados
Créditos: Reprodução/ Facebook Mana Sousa
O abastecimento, no entanto, seria normalizado na manhã desta quinta-feira (3). Pelo menos foi o que garantiu o presidente do Sindicato dos Vigilantes de Valores da Paraíba (Sindesforte), Daniel Fernandes.

Reajuste de 15%

O sindicalista informou ao Portal Correio que a categoria parou somente nessa quarta para pedir reajuste salarial de 15%. Ele disse ainda que os empresários paraibanos apresentaram proposta oferecendo somente 8,9%.

"Além de um percentual de aumento maior, a categoria reivindica também a implantação do plano de saúde, diárias para viagem, além do tíquete alimentação no valor de R$ 20 por dia", acrescentou.

Daniel Fernandes falou também que a paralisação de advertência faz parte da mobilização conjunta da categoria nos estados da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Alagoas, por reajustes salariais melhores.

Segundo ele, o salário dos vigilantes de valores da Paraíba é o mais baixo do ranking brasileiro e a perspectiva do movimento é de que na próxima negociação haja o engajamento dos nove estados nordestinos para dar mais força ao movimento por melhores salários e condições de trabalho.


A categoria está aguardando uma contraproposta melhor do patronato e que essa nova proposta seja apresentada até a próxima segunda-feira (6).





POSTADO POR: Ranieri Botêlho e FOCOPB
FONTE: Portal Correio