Arquivo do blog

sexta-feira, 3 de abril de 2015

MOTORISTA É LINCHADO APÓS ATROPELAR MENDIGO

Atropelo fatal é vingado com linchamento

Um motorista morreu após ser linchado por moradores de rua, na madrugada de ontem, na Rua Cônego Pereira, no bairro das Sete Portas. A série de agressões foi cometida após Eliomar Saraiva de Araújo atropelar dois moradores de rua, sendo que um, identificado apenas como Marco Antônio, morreu no local.
De acordo com informações do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP),  após atropelar as  duas pessoas, Eliomar desceu do carro e iniciou uma discussão com outros indigentes. Com o inicio das agressões, o motorista tentou fugir correndo quando caiu em um córrego. Mesmo caído, os mendigos continuaram a agredir Eliomar com socos, chutes e pedradas.
Prestes a completar 30 anos, na próxima terça-feira (31) , Eliomar dirigia um Ford Fiesta prata e placa NIY 9206 que pertencia a seu pai, José Everaldino de Araújo.
O outro atropelado, Tiago Raimundo de Jesus, está internado no Hospital do Subúrbio. Conforme a Secretaria Municipal da Saúde, Tiago foi socorrido pelo Samu e apresentava uma fratura no braço esquerdo.
Um motorista morreu após ser linchado por moradores de rua, na madrugada da última segunda feira, na Rua Cônego Pereira, no bairro das Sete Portas. A série de agressões foi cometida após Eliomar Saraiva de Araújo atropelar dois moradores de rua, sendo que um, identificado apenas como Marco Antônio, morreu no local.

De acordo com informações do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP),  após atropelar as  duas pessoas, Eliomar desceu do carro e iniciou uma discussão com outros indigentes. Com o inicio das agressões, o motorista tentou fugir correndo quando caiu em um córrego. Mesmo caído, os mendigos continuaram a agredir Eliomar com socos, chutes e pedradas.
Prestes a completar 30 anos, na próxima terça-feira (31) , Eliomar dirigia um Ford Fiesta prata e placa NIY 9206 que pertencia a seu pai, José Everaldino de Araújo.
O outro atropelado, Tiago Raimundo de Jesus, está internado no Hospital do Subúrbio. Conforme a Secretaria Municipal da Saúde, Tiago foi socorrido pelo Samu e apresentava uma fratura no braço esquerdo.

Bárbarie Investigada
De acordo com o delegado responsável pelo caso, Marcelo Sansão, as investigações agora são para identificar os responsáveis pelo linchamento. “É uma investigação complexa, já que envolve coletividade de autores e os suspeitos são supostamente moradores de rua, portanto difíceis de localizar e comumente não possuem documentos”, explica. Como Eliomar morreu, o caso do atropelamento é dado como encerrado. A versão apresentada pela família é a de que Eliomar teria saído de casa para dar um socorro. Mas a polícia trabalha com a versão de que ele teria saído de um bar e que no carro teria uma mulher, que fugiu quando começou o linchamento.

Rotina sofrida
Motoristas que trabalham fazendo carreto na região do acidente contaram que Marco Antônio trabalhava catando material reciclável e vendendo em um ferro-velho da região. “Ele já vivia aqui há muitos anos. Não era de bagunçar. Não roubava ninguém. Já foi para casa de recuperação também para se tratar”, relata um motorista, que pediu anonimato.
Uma moradora de rua que vive próximo ao local do acidente contou que cerca de 50 pessoas dormem na região, às margens do Rio das Tripas. Muitos passam o dia e a noite consumindo crack. O leito do rio é um dos pontos escolhidos pelos dependentes para consumirem a droga sem serem incomodados. Quando a equipe de reportagem chegou para conversar com a moradora em questão, ela estava prestes a acender o cachimbo com o crack.




POSTADO POR: Ranieri Botêlho FOCOPB
FONTE: Massa Online