domingo, 22 de abril de 2012

Estrelas do clássico, R10 e Juninho vivem jejum nas cobranças de falta.



Craques não marcam a partir do fundamento desde o ano passado


Astros de primeira grandeza do futebol brasileiro, Ronaldinho Gaúcho e Juninho Pernambucano são protagonistas do clássico entre Flamengo e Vasco, neste domingo, às 16h (de Brasília), no Engenhão, pela semifinal da Taça Rio. Ambos compartilham também o dom de bater na bola com muito capricho. Mas, nos últimos tempos, nem R10 nem o Reizinho têm conseguido corresponder num fundamento que é especialidade dos dois: a cobrança de falta.
Ronaldinho e Juninho, Flamengo x Vasco (Foto: Editoria de arte / Globoesporte.com)Ronaldinho e Juninho têm deixado a desejar nas falta.
O camisa 10 do Flamengo marcou pela última vez de falta no dia 21 de agosto de 2011, no empate em 2 a 2 com o Internacional, em Porto Alegre, pelo Campeonato Brasileiro.
 O jejum do Reizinho é menor: desde 8 de setembro, na vitória por 2 a 0 sobre o Coritiba, em São Januário .
- A gente sabe bater bem na bola, mas quando sai um pouco e não consegue se concentrar bem para a batida, para deixar bem o pé de apoio e o corpo ficar bem ajustado, acaba errando - explicou Juninho após seu último gol de falta.
No total, Ronaldinho, aos 32 anos de idade, fez quatro gols em cobranças de falta nos 71 jogos que disputou com a camisa do Flamengo. Ídolo do Vasco, Juninho, de 37 anos, marcou apenas três vezes nas 42 vezes em que entrou em campo. Em clássicos, passaram em branco no quesito.
Durante a semana, Joel Santana fechou a maior parte dos treinos do Flamengo, e não é possível afirmar se Ronaldinho treinou o fundamento. Neste sábado, no entanto, o GLOBOESPORTE.COM registrou 18 cobranças do meia-atacante, que teve desempenho razoável. Foram oito bolas na direção do gol (quatro entraram) e uma na trave.
No Vasco, Juninho tem evitado praticar as cobranças para se poupar.







POSTADO POR: RANIERI/G1