sábado, 31 de outubro de 2015

“Não estou arrependido. Se tiver sorte eu vou tentar de novo”, disse o suspeito de ter baleado o homem de 61 anos na Capital paraibana.

Ele foi preso nesta sexta-feira, no bairro dos Bancários, em João Pessoa. Segundo PM, ele tentou matar um homem no Centro de João Pessoa.

“Não estou arrependido. Se tiver sorte eu vou tentar de novo”, disse o suspeito de ter baleado o homem de 61 anos no início da tarde desta sexta-feira (30), no Ponto de Cem Reis, no Centro de João Pessoa, no momento em que foi detido pelos policiais, no Bairro do Bancários. O suspeito relatou ao G1 que estava sozinho no momento da ação e não tinha como objetivo assaltar a vítima, mas matá-la porque a vítima teria participação na morte de um primo dele.

A vítima, que trabalhava como vendedor ambulante, foi levada para o Hospital de Emergência e Trauma da capital onde passou por procedimentos médicos de emergência e até as 14h30, estava em quadro clínico grave.

De acordo com informações da Polícia Militar, o homem realizou dois disparos de arma de fogo contra a vítima, que foi socorrida por um carro particular para o hospital. Uma mulher, que preferiu não se identificar, disse que a vitima comercializava relógios e joias no local. 

Ainda segundo a PM, o suspeito foi detido após tentar fugir dentro de um carro no bairro dos Bancários, ainda na Capital, com um arma de fogo e duas munições deflagradas. O suspeito confirmou essa informação, ele relatou ao G1 que para fugir obrigou um homem que estava num carro a levá-lo para outro local. “Não queria nada com ele, apenas fugir”, comentou o suspeito.

O dono do carro disse ao G1 que foi sequestrado pelo suspeito do crime e durante o caminho teve uma arma de fogo sempre apontada para a sua cabeça. Após ser preso, o suspeito foi encaminhado para a Central de Polícia, no Geisel.


POSTADO POR: RANIERI BOTELHO
FONTE: G1